All for Joomla All for Webmasters

Com a justificativa de facilitar o acesso da população a medicamentos que dispensam receita médica, o deputado Ronaldo Martins (PRB-CE) apresentou o Projeto de Lei 9482/2018, que permite a venda desses itens em supermercados. Martins explica que em muitas localidades do interior do País a presença de farmácias é restrita, o que impede o acesso a tais produtos. 

 

No entanto, nesses estabelecimentos não há a possibilidade do atendimento farmacêutico. Isso se configura automedicação, aumentando grandemente os riscos da população de intoxicação medicamentosa – o que é um sério problema de saúde pública no Brasil.

Na visão do deputado, os supermercados e similares têm uma maior presença em todos os municípios brasileiros. “Por menor que sejam suas populações, todo lugar tem um ‘mercado’, diferentemente das farmácias, que se localizam em locais comercialmente mais viáveis, como os grandes centros urbanos”, argumentou.

O parlamentar lembra, ainda, que esses medicamentos, por serem populares, têm efeitos já conhecidos pelos consumidores. “Geralmente, esses são produtos destinados ao tratamento de sintomas mais simples e condições de baixa gravidade, como dores de cabeça, acidez estomacal, febre, tosse, dor e inflamação da garganta, entre outros”, disse ele.

Deixe seu comentário