All for Joomla All for Webmasters

A CARREIRA DO FARMACÊUTICO CLÍNICO

POR EGLE LEONARDI

PERFIL

A carreira farmacêutica especializada em farmácia clínica vem sendo cada vez mais valorizada pelo mercado, principalmente após a aprovação da Lei Federal 13.021, de agosto de 2014, que garante a presença do farmacêutico nas farmácias e ainda conceitua o estabelecimento como sendo de saúde. Esta carreira permite ao profissional prestar serviços clínicos farmacêuticos, como por exemplo, o acompanhamento farmacoterapêutico, a conciliação terapêutica e a revisão da farmacoterapia.

Devido à grande capilaridade do varejo farmacêutico brasileiro, o profissional que deseja seguir a carreira de farmacêutico clínico tem um campo de ação nacional, podendo atuar, inclusive, fora dos grandes centros urbanos.

Ser especialista em farmácia clínica exige que o profissional tenha um perfil multidisciplinar, habilidade de comunicação, capacidade de tomar decisões e de interagir com os pacientes, além de possuir conhecimentos aprofundados em fisiologia humana, patologia, farmacologia e farmacoterapia. Ter fluência na língua inglesa é importante para acessar a literatura técnica dessa carreira, e o espanhol é um importante diferencial.

O QUE FAZ

– Realiza e desenvolve procedimentos para a promoção, proteção e recuperação da saúde;

– Assegura que o medicamento seja administrado na dose, frequência, via de administração e horário corretos;

– Verifica se a prescrição médica está de acordo com aspectos técnicos e legais;

– Promove intervenções terapêuticas, quando necessário;

– Realiza consulta, anamnese e avaliação farmacêutica;

– Integra comissões, criadas com o objetivo de promover o uso racional de medicamentos e garantir a segurança do paciente;

– Planeja e coordena, junto com outros profissionais da saúde, estudos epidemiológicos e outras investigações relacionadas à área da saúde;

– Participa de comitês de ética em pesquisa;

– Monitora e avalia os resultados da farmacoterapia por meio da solicitação de exames;

– Analisa os níveis terapêuticos dos fármacos administrados durante o tratamento do paciente;

– Identifica interações medicamentosas;

– Desenvolve plano de cuidado farmacêutico individual para cada paciente;

– Analisa, em períodos pré-determinados, os resultados das intervenções farmacêuticas;

– Administra medicamentos aos pacientes, quando for de sua competência profissional;

– Orienta quanto à administração de formas farmacêuticas;

– Prescreve no âmbito de sua competência profissional;

– Verifica a adesão do paciente ao tratamento medicamentoso.

– Desenvolve métodos para promover a maior adesão do paciente ao tratamento;

– Informa e orienta a sociedade quanto ao uso racional de medicamentos, por meio de programas e materiais educativos;

– Participa da formação e desenvolvimento profissional de farmacêuticos;

– Faz parte da coordenação, supervisão, auditoria, acreditação e certificação de ações e serviços relacionados às atividades do profissional farmacêutico;

– Elabora e atualiza formulários terapêuticos e protocolos clínicos para a utilização de medicamentos;

ONDE ATUA

– Hospitais públicos;

– Hospitais privados;

– Hospitais filantrópicos;

– Farmácias e Drogarias;

– Clínicas.

FAIXA SALARIAL

De R$ 1.800,00 a R$ 12.000,00

COMO SE PREPARAR

O curso de graduação em Farmácia é imprescindível para profissionais que desejam seguir carreira em farmácia clínica. Especializações em farmácia hospitalar ou farmácia clínica são obrigatórias para se destacar nessa carreira.

É importante que durante a preparação para exercício desta carreira o profissional realize estágios que permitam experiências em semiologia e anamnese na avaliação inicial de pacientes para prescrição farmacêutica.

farmaceutico-clinico-vitae-editora

Deixe seu comentário